Em breve participação de Dênnis Diderho't Bartthes e Jhonny Boy Vejita, com uma tese pessimista e cética de Jhon Paul Virillio Boudrillard.

Pescaria


E a pesca?


A pesca em Rondônia não é tão explorada com tanto desempenho como em outras regiões. Com nosso potencial hidrográfico, peixe é que não falta. Só no rio Madeira, temos cerca de 460 espécies. Agora imagina poder ter o prazer de pegar cada espécie dessas na ponta da sua vara? O problema é a falta de informação, aqui temos pouca divulgação em torno do turismo da pesca onde apenas um programa de televisão se propõe em mostrar o potencial pesqueiro da região. Mas o programa além de ser o único não tem tanto investimento, o que torna mais difícil a divulgação.


Qual a espécie mais esportiva da região?


A Jatuarana em espécie de briguenta (que quando fisgada salta para fora da água se sacudindo para se livrar do anzol) também tem uma carne muito boa e seria uma boa sucessora do tucunaré, que aqui não é tão fácil de achar nos rios. Um bom equipamento para pegar a danada seria a vara média ou média-pesada, linhas 14 a 20lb e anzóis 2 a 6/0.


As iscas podem ser tanto naturais quanto artificiais como frutos, insetos, minhocas, coração e fígado de boi cortado em tirinhas. Também plugs de superfície e meia água, colheres, spinners e flies.


Bom, é isso. Boa pesca e com consciência, pesque e solte. A grande emoção não é comê-lo e sim vê-lo voltar a seu habitat natural.


(que bonitinho)



Fonte: Washington Moraes, pescador profissional nas horas vagas.



Jéssica Daves, agora tb com banner! Devido a padronização dos filtros midiáticos.


Imagem by Washington Moraes, pensamentos by Adorno Luft.

Yoko Ono e Mark McGowan comem cachorro para protestar contra caça à raposa na sociedade britânica

 EEEEita fome, vou ali no espetinho de gato do sinal comer um pouco e fazer um protesto contra a caça  dos jacarés do Pantanal, com mandioca de acompanhante, protestando contra o progresso da agropecuária em larga escala, os desmatamentos e o impacto ambiental. Também vou tomar uma coca, me rebeliando contra a americanização e como brasileiros, rondonienses e pra piorar vilhenenses, somos alienados pela industria cultural.

Participação indireta de Chauí, Jéssica Daves, Mattelard, Broudllard e Whashington Novaes

TCHARAMMM


bye Washington Moraes

uuuuuuuuuuuuuupa
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: